Novidade

[RESENHA] OUTLANDER: O Resgate no Mar – pt 2, de Diana Gabaldon

Para quem não sabe, esta história é a segunda parte do terceiro livro da série Outlander, que é dividido em dois. Caso você não queira se arriscar com  spoilers  (o que eu vou entender totalmente) você pode ler antes Outlander: O Resgate no Mar – parte 1 ou conhecer o início desta história com a resenha de Outlander: A Viajante no Tempo, que é o primeiro livro da série.

Já vou começar logo com a bomba. Este foi o livro mais brochante até agora! Como disse no fim da resenha da primeira parte de O Resgate no Mar, meu maior receio era que os próximos livros eu não fosse curtir tanto, já que a autora começou a deixar a parte histórica do enredo mais de lado. Talvez tenha sido por isso que tenha brochado um pouco ou talvez tenha sido porque boa parte desta história acontece em alto mar, com a Claire e o Jamie abordo de um navio rumo às Índias – o que me desagradou bastante, porque a vida no navio não era exatamente uma grande aventura, apesar de ter, sim, partes bem tensas.

Tudo começa quando Claire descobre que Jamie está casado com Laoghaire – isso mesmo, aquela mesma megera que quase fez com que a Claire fosse queimada por bruxaria no primeiro livro – e não tinha dado um pio sobre isso desde que ela tinha retornado pelas pedras de Craig na Dun. Depois de muitas brigas e com a Claire quase retornando para seu tempo, Jamie começa a correr atrás de um acordo para anular seu casamento com aquela loira invejosa. E fica acertado que Jamie irá sustentar a Laoghaire até que ela se case novamente. Só que aonde um pobre coitado que passou mais da metade da vida sendo considerado inimigo do governo ia arranjar dinheiro para sustentar duas famílias?

A única alternativa de Jamie era usar o tesouro, supostamente doado para a revolta jacobita, que descobriu quando estava preso em Adsmuir. Mas como ele estava com o braço imobilizado, por causa do tiro que Laoghaire deu nele – como se ela fosse ficar pacífica diante do pedido de divórcio, né? – acaba pedindo ajuda de seu sobrinho, o Jovem Ian, para buscar o tesouro nas Ilhas das Focas. Enquando Ian nadava nas fortes correntezas, Jamie e Claire avistaram um pequeno navio, sem identificação, se aproximar e sequestrar seu sobrinho. Obviamente os dois não ficaram de braços cruzados e acabam bolando rapidamente um plano para resgatar o Jovem Ian.

Em O Resgate do Mar – parte 2 temos a reaparição de dois personagens bem marcantes na série. Uma personagem que vai dar toda a tensão para o final do livro e outro  que vai dar um drama extra com algumas revelações para o relacionamento entre Jamie e Claire. E apesar de não ter sido meu livro favorito, não significa que tenha desanimado com a série. Tenho certeza que no próximo livro, Os Tambores do Outono, vamos voltar a ter muito contexto histórico, porém, com outro foco – além das terras escocesas. E mesmo este terceiro livro não tendo abordado muito a parte histórica, a tia Diana não perdeu a oportunidade de retratar a sociedade escravocrata e o absurdo que os negros eram submetidos. Os personagens escravos que aparecem na história foram os que eu mais gostei de todo o livro.

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Feer
    November 1, 2016 at 6:48 pm

    Olá, eu assisto a série e u algumas resenhas dos próximos livro e tenho uma pergunta, Jaime se casa com Laoghaire depois que Claire volta para o passado? Após os 20 anos de separação ela volta para o passado e eles já estão casados ou eles se casam depois? Não consegui intender essa parte!

  • Leave a Reply