Editora Arqueiro

[RESENHA] Anjo da Noite: Caminho das Sombras, de Brent Weeks



Imagine que você vive em um mundo dividido por reinados. Especificamente em um reino falido, chamado Cenária, que é governado por um rei mimado e recebe todas as notícias que o contrariam com diversos sinônimos de “merda”. E que você vive na pior região do reino, as Tocas, onde não há regras e as pessoas fazem o que for preciso para garantir uma vida um pouco menos pior. 

Agora imagine que – além de ter uma vida miserável, sem qualidade de vida, sem nenhuma perspectiva de viver durante longos anos, sem infraestrutura alguma, sem um tostão no bolso – você é uma criança de 10 ou 11 anos que ainda tem que dar um jeito de conseguir dinheiro para pagar os impostos cobrados pela Guilda, a organização que oferece um teto para todas as crianças escravizadas e abandonadas nas Tocas.

“Esperança. Certo. Esperança são as mentiras que contamos a nós mesmos em relação ao futuro.” (p. 92)



E o líder dessa Guilda é um adolescente vil, violento e o demônio encarnado em pessoa que adora estuprar criancinhas – ainda mais se forem menininhos – conhecido como Rato. E, sim, você é um menininho. Imagine que a única maneira de você conseguir ganhar uma vida com mais qualidade é juntando um dinheiro para pagar um mestre e se tornar aprendiz de algum ofício. Um desses ofícios que é bem mais remunerado é a função de derramador – assassinos de aluguel, considerados os mais temidos de todo o mundo.

Considere agora todas as surras e ameaças que você (e seus melhores amigos também) já teve que sofrer nesse submundo. Você não iria querer aprender a se defender? Você não buscaria um caminho rápido para conseguir garantir uma vida melhor para você e, assim, conseguir resgatar daquele buraco seus amigos? Você não roubaria para si uma quantia de dinheiro considerável para conseguir pagar um mestre?

“- A vida é vazia. Quando tiramos uma vida, não estamos tirando nada de valor. Derramadores são matadores. É isso que fazemos. É só isso que somos. Não há poesia no ofício da amargura – falou Durzo Blint.” (p. 68)



Pois bem, é exatamente assim que vive Azorth. O menino das Tocas que sonha em se tornar derramador para nunca mais ter que apanhar sem revidar. No entanto, ele não quer somente se tornar derramador, ele quer se tornar o aprendiz do melhor derramador de toda Cenária, Durzo Blint. Um assassino frio que tem a fama de ter deixado a mulher que amava morrer em troca de poder. Porém, para ser um derramador não é preciso somente a prática e o aperfeiçoamento em luta, estratégia e envenenamento; é preciso ter e saber usar o Talento, as habilidades especiais que todos têm, uns mais outros menos, como o dom da ilusão, da profecia, da força.



Brent Weeks criou um mundo muito complexo e uma história cheia de intrigas, reviravoltas e com uma pitada de romance. Caminho das Sombras é o primeiro livro de uma trilogia de fantasia que mostra um grande potencial (e, sinceramente, espero não me decepcionar com os próximos livros), que possui personagens bem complexas e um ritmo bom de leitura.

A minha única reclamação em relação a este primeiro livro é que achei o meio da história muito corrido. Azorth nos é apresentado quando ainda é uma criança e o livro acaba quando ele já está com seus 20 e poucos anos. Parecia que Brent Weeks estava com pressa de chegar ao clímax da história. E, SENHOR, QUE CLÍMAX! Só posso dizer que me lembrou um pouco do Casamento Vermelho, no terceiro livro de Guerra dos Tronos – apesar das duas histórias não terem nada a ver uma com a outra.

“Palavras eram poder, afirmava ela. Palavras eram uma segunda espada para o homem que soubesse manejá-las.” (p. 85)

 

Você também pode gostar

28 Comentários

  • Responder
    Gabi Crivellente
    25 de Maio, 2016 de 3:42 pm

    Nossa amei sua resenha! Já tinha visto este livro, mas nunca havia me interessado por ele. Fiquei chocada com essa parte de estuprar criancinhas.
    Muito legal, vou colocar na minha estante de próximas leituras 😉
    Academia Literária DF

  • Responder
    Vivianne Sophie
    25 de Maio, 2016 de 4:24 pm

    Olá,

    Eu já estava morrendo de vontade de ler esse livro, agora com a sua resenha estou mais animada ainda. Gostei dos personagens parecem ser cativantes e essa premissa parece ser recheada de aventuras. Espero poder ler em breve essa obra e fico feliz que você tenha gostado livro.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

  • Responder
    Cristina Deutsch
    25 de Maio, 2016 de 5:15 pm

    Olá! Como vai?
    Não conhecia o livro e nem seu autor, para ser sincera, essa não é uma leitura que eu faça com frequência, mas achei a premissa interessante, embora a violência com as crianças tenha me chacado…Talvez eu leia um dia. Obriagada pela dica! Parabéns pela resenha!
    Beijos literários no ♥

  • Responder
    Daniela Corrêa
    25 de Maio, 2016 de 7:47 pm

    Barbara, eu amei sua resenha, arrebatou meu coração para o livro. Parabéns minha querida!
    Eu quero ler o livro, você me contagiou, eu tenho lido muito pouco sobre fantasia, sabe? Anotei na minha lista!
    Um abraço
    Daniela Correa

  • Responder
    Maria Valéria
    26 de Maio, 2016 de 3:28 am

    olha, já vi algumas resenhas desse livro mas nenhuma delas me despertou vontade absoluta de ler o livro, mas pela tua eu mudo de ideia… a proposta é bacana, acho que ficaria empolgada com a leitura… pena ser série, ando evittando até ler as que tenho aqui, mas poderia fazer uma exceção…
    bjs…

  • Responder
    Amor Literário
    26 de Maio, 2016 de 1:52 pm

    Oi, tudo bem? Gostei da sua resenha e sinceridade! Olha, o livro não me chamou tanta atenção, mas não foi por conta da sua resenha, foi por conta de ter outros livros e estou meio que correndo disso.

  • Responder
    Miriã Mikaely
    27 de Maio, 2016 de 12:46 am

    Adorei a tua resenha! Quero muito ler algo diferente nos últimos dias e não fazia ideia de por onde começar. Acontece que acabei de descobrir. A história parece ser emocionante e muito instigante!
    Um beijo

  • Responder
    Barbara Montechiare
    27 de Maio, 2016 de 2:30 am

    Eu também fiquei bem chocada com essa parte! Mas no livro não é falado de uma forma tão descarada, fica nas entrelinhas.

  • Responder
    Barbara Montechiare
    27 de Maio, 2016 de 2:31 am

    Nossa, com certeza é cheio de aventuras! É daquelas narrativas que sempre tem alguma coisa acontecendo

  • Responder
    Barbara Montechiare
    27 de Maio, 2016 de 2:31 am

    O Brent Weeks ainda não está tão conhecido aqui no Brasil, mas lá fora ele é referência de fantasia para jovens 😉

  • Responder
    Barbara Montechiare
    27 de Maio, 2016 de 2:32 am

    Obrigada, Dani! <3

  • Responder
    Barbara Montechiare
    27 de Maio, 2016 de 2:33 am

    Nossa, Maria, também ando meio cansada de séries. Mas tem umas, como a Ando da Noite, que valem a pena 🙂

  • Responder
    Barbara Montechiare
    27 de Maio, 2016 de 2:33 am

    Super entendo o sentimento, também estou cheia de livros pra ler, mas longe de reclamar. Amo ver minha pilha de próximas leituras <3

  • Responder
    Barbara Montechiare
    27 de Maio, 2016 de 2:34 am

    É, sim, Miriã! Espero que goste! 😀

  • Responder
    Morgana Brunner
    27 de Maio, 2016 de 11:34 pm

    Oiii Barbara, tudo bem?
    Realmente eu tenho uma grande curiosidade em relação a este livro para ler, pelo que percebi é fantasia, e isso me agrada de uma maneira surpreendente, ainda mais cm essa fotos mostrando que a edição está incrível.
    Beijinhos

  • Responder
    Raquel Cavasini
    28 de Maio, 2016 de 2:03 am

    Oi flor, que resenha show…tenho acompanhado diversas críticas a respeito dessa obra e ficado cada vez mais curiosa. Gosto muito da temática e com isso posso afirmar que adoraria a leitura. Já quero!

    Abraços

  • Responder
    Gustavo Mendes
    28 de Maio, 2016 de 3:01 pm

    Olá!
    Primeiramente queria dizer que amei seu blog, é muito fofo!
    Adorei a resenha! Quero muito ler este livro, acho que irei adorar tanto quanto você!

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

  • Responder
    Debyh
    28 de Maio, 2016 de 7:05 pm

    Olá,
    Tenho que te dizer que este livro parece conter elementos que gosto bastante em uma história.
    Mesmo que você tenha achado o meio do livro corrido, prefiro assim do que muito lento.
    Se der vou ler também.

    euinsisto.com.br/

  • Responder
    Rodrigo Costa
    28 de Maio, 2016 de 9:43 pm

    Adorei a resenha. Já tinha visto falar muito desse livro antes e a cada postagem sobre ele eu me interesso mais, pois adoro o gênero! Pretendo lê-lo em breve!
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

  • Responder
    Catharina M.
    29 de Maio, 2016 de 1:56 am

    Oie
    muito legal sua resenha apesar de não ser bem meu gênero favorito espero poder indicar a alguns amigos pois o enredo está chamativo, bela dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

  • Responder
    Barbara Montechiare
    29 de Maio, 2016 de 3:07 am

    É fantasia, sim, Morgana 🙂

  • Responder
    Barbara Montechiare
    29 de Maio, 2016 de 3:07 am

    Brigada, Gustavo, seu lindo <3

  • Responder
    Thaísa Tavares
    30 de Maio, 2016 de 1:20 am

    Babi, adorei seu post, parabéns pela resenha que tá demais. Bom, fiquei profundamente arrependida de não ter solicitado o livro, pois eu adoro fantasia e pela sua resenha ele parece ser fantástico (eu achei que fosse me decepcionar, por isso não pedi). Mas acho que vou fazer a leitura de qualquer jeito!

  • Responder
    Cila - Leitora Voraz
    30 de Maio, 2016 de 10:46 am

    Oi Barbara, sua linda, tudo bem?
    Estava louca para ler alguma resenha desse livro. E você pediu para eu imaginar as cenas e eu fui imaginando e me colocando no lugar dessas crianças e fiquei apavorada, acho que é esse o sentimento delas. Eu nunca que iria querer viver dessa forma, nesse lugar. Agora entendo perfeitamente o título do livro. Acho que ficarei angustiada com essa história, mas não vejo a hora de ler, principalmente depois que falou desse clímax. Sua resenha ficou ótima, nossa, me passou todo o sentimento deles.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  • Responder
    Débora Costa
    30 de Maio, 2016 de 2:17 pm

    A capa do livro não me atraiu, mas o enredo me despertou muita curiosidade como leitora. Acho que é um livro que eu iria gostar muito de ter na minha estante.

    http://laoliphant.com.br/

  • Responder
    Jéssica Rodrigues
    31 de Maio, 2016 de 2:22 pm

    Vi esse livro mas não tinha lido nenhuma resenha dele ainda. Só desanima o fato de ser corrido, mas fora isso é o tipo de livro que gosto. O segundo já foi publicado?

    Jéssica Rodrigues
    Coração Leitor

  • Responder
    Lê Lendo Lido
    31 de Maio, 2016 de 8:05 pm

    Oiii
    Fui em um evento aqui em Porto Alegre que a editora apresentou esse livro. To bem curiosa para ler, mas saber que tem continuação me deixa desanimada. Acho que vou esperar pelo menos o segundo para ler!
    Bjus

  • Responder
    Italo Teixeira
    2 de junho, 2016 de 12:22 am

    Oi, tudo bem?
    Atualmente estou meio cansado de fantasias por isso não me interessei muito em ler o livro no momento.

  • Deixe um comentário