Novo Século

RESENHA: Freud, me tira dessa!, de Laura Conrado

Resenha do livro Freud, me tira dessa!

Laura Conrado logo no início do livro informa a nós, leitores, que a história de Freud, me tira dessa! foi baseada em sua próprias trapalhadas da época em que teve uma apaixonite por seu terapeura. Mas ela lembra que a história é uma ficção e não necessariamente corresponde à realidade.

Catarina é uma menina-moça que nunca conseguiu manter um relacionamento sério por mais de seis meses. Sempre se sentiu trocada por outras mulheres, seu “ex” a trocou para reatar com a ex namorada.  E, agora, Rubens, seu rolo da vez, diz estar gostando de uma mulher totalmente sem sal que trabalha com ele – e com Catarina.

Se sentindo a beira de um colapso nervoso, Catarina não sabe mais o que fazer para dar um rumo na sua vida amorosa, até que sua prima comenta com ela que está adorando fazer terapia. Ela, então, resolve cair de cabeça na psicanálise e não só passa a se interessar por Freud, como marca logo sua primeira sessão com o psiquiátra Luiz.

Apesar da introdução e as resenhas, que até então tinha lido por aí, darem a entender que o livro é recheado de comédia, eu não achei tanta graça assim nas desventuras que a Catarina se mete. Talvez porque eu tenha me colocado no lugar da personagem e sentindo mais vergonha do que a parte cômica de “ufa! Não foi comigo, então foi engraçado!”.

Porém, mesmo que não tenha achado tão divertido quanto muita gente, gostei bastante do livro. Me fez refletir, junto com a Catarina, algumas atitudes e situações que nosso subconsciênte acaba nos metendo. Terminei o livro com aquele sentimento de “caramba, preciso fazer alguma coisa para a minha vida ficar melhor”. Afinal, só se vive uma vez, não é mesmo?

O texto de Laura Conrado é muito bem construído, mas achei os diálogos um pouco sem espontâneidade. Talvez essa minha sensasão seja pela repetição dos nomes em muitos diálogos, o que tira o tom de conversa, ou então seja pelo uso excessivo de exclamações. Bom, não sei definir, é o único ponto que não senti uma qualidade tão boa quanto o resto do texto. Mas com toda certeza leria outro livro de Laura Conrado!

Aliás, para quem não sabe, a autora está fazendo uma série de Freud, me tira dessa! versão adolescente. O primeiro livro foi publicado neste ano, também pela editora Novo Século, com o nome de Só gosto de cara errado.

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Milena Soares
    April 18, 2014 at 3:52 pm

    O livro parece ser ótimo, bem divertido, fiquei doida pra ler!

  • Leave a Reply